uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Requalificação da Várzea Grande rouba estacionamento no centro de Tomar
Obras na Várzea Grande arrancaram este mês

Requalificação da Várzea Grande rouba estacionamento no centro de Tomar

Já arrancaram as obras nesse amplo espaço público em frente ao tribunal da cidade, muito utilizado para aparcamento automóvel.

Edição de 30.10.2019 | Sociedade

Já começaram as obras de requalificação da Várzea Grande, um amplo espaço público junto ao Tribunal de Tomar. O estaleiro foi montado no final de Setembro mas as obras iniciaram-se em Outubro. A obra está a ser realizada por fases para permitir que o estacionamento automóvel continue a ser feito no local nos próximos tempos.
Depois do primeiro concurso ter ficado deserto a empreitada foi adjudicada à empresa Ângulo Recto – Construções Lda e tem um investimento total de 2.815.349 euros. Neste segundo concurso a Câmara de Tomar recebeu oito propostas tendo descartado algumas por incumprimento dos requisitos e outras por terem apresentado valores acima do preço base fixado em dois milhões e 750 mil euros. O critério-regra de adjudicação escolhido foi o da proposta economicamente mais vantajosa.
O projecto de requalificação da Várzea Grande vai ter uma placa central para circulação pedonal, deixando de ter estacionamento para automóveis. O local será ornamentado com o mesmo tipo de árvores existentes na Rua dos Arcos. Vai ter uma ciclovia com local de recolha de bicicletas, no âmbito do Programa de Bicicletas Partilhadas que o município vai implementar.
Como a Direcção Geral do Património Cultural (DGPC) não autorizou a instalação de um parque de estacionamento para autocarros de turismo no espaço da Messe dos Oficiais, essa zona de estacionamento vai ser criada numa parte da placa central, em frente à Rodoviária. No entanto, a entrada e saída de passageiros será feita junto ao Hotel dos Templários.
No local da antiga Messe dos Oficiais vai ser instalado um quiosque e o espaço será ajardinado. A zona de táxis também será incluída nesta obra com a criação de dois locais cobertos para estes veículos. Esta obra é financiada pelo PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano).
Durante a intervenção vão ser requalificadas todas as condutas de abastecimento de água, uma obra que não é financiada e fica a cargo do município. A Câmara de Tomar está a negociar com a Infraestruturas de Portugal (IP) a possibilidade de se criar uma bolsa de estacionamento num terreno não utilizado junto à estação ferroviária.

Oposição queria estacionamento subterrâneo

Durante a discussão do projecto em reunião do executivo os vereadores da oposição na Câmara de Tomar criticaram a maioria socialista por não ter optado pela construção de um parque de estacionamento subterrâneo na Várzea Grande. José Delgado (PSD) disse na altura que era uma oportunidade perdida porque, na sua opinião, vão faltar lugares de estacionamento numa zona central da cidade.
A presidente do município, Anabela Freitas (PS), explicou que foi uma opção política, referindo que as obras na Várzea Grande vão diminuir os lugares de estacionamento naquele local pois só vai haver lugares nas laterais da chamada placa central. “Estamos a estudar uma solução para um novo parque de estacionamento que terá capacidade para 400/500 lugares. Será uma solução que sairá mais barata mas ainda estamos em negociações, não há nada concreto”, disse a autarca em Fevereiro do ano passado, não referindo qual a localização.

Requalificação da Várzea Grande rouba estacionamento no centro de Tomar

Mais Notícias

    A carregar...