Sociedade | 19-12-2022 15:21

Água no Tejo desceu de forma acentuada mas pode ter novo agravamento

Água no Tejo desceu de forma acentuada mas pode ter novo agravamento
foto arquivo

Várias vias continuam condicionadas no distrito de Santarém devido à subida do nível das águas ocorrida na última semana

A água no rio Tejo desceu de forma “acentuada” nas últimas horas, podendo existir um “agravamento dos caudais”, face aos avisos de precipitação para esta segunda-feira, segundo informação da Proteção Civil do distrito de Santarém. Em comunicado, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) afirma que se regista “uma descida acentuada da altura hidrométrica do rio Tejo”, sendo expectável a manutenção dos caudais nas próximas horas. Contudo, “atendendo aos avisos meteorológicos e Estado de Alerta Especial para precipitação para o distrito de Santarém e para os restantes distritos do país, é expectável um agravamento dos caudais com consequente influência na previsão anterior”, afirma.

Várias vias continuam condicionadas no distrito devido à subida do nível das águas ocorrida na última semana, que teve o seu pico na passada quarta-feira, dia em que a povoação de Reguengo do Alviela esteve temporariamente inacessível por via rodoviária. A Estrada Nacional (EN) 365 mantém-se com lençóis de água na ligação a Reguengo do Alviela (Santarém), mas a circulação faz-se, ainda que com condicionamentos, tal como acontece na Estrada Municipal (EM) 1348, entre a Ribeira de Santarém e Vale de Figueira, e na Rua de Marvila, na ligação entre as povoações ribeirinhas das Ómnias e de Caneiras, refere a nota hoje divulgada.

No concelho da Golegã, está condicionado o Caminho Municipal (CM) 1 (Estrada dos Lázaros) e no de Almeirim a ER-A2, entre a EN114 e a EN368, por falta de drenagem, enquanto no município de Coruche estão ainda afetadas a EM1427, no Rebolo (entre Fajarda e Biscainho), a Estrada de Meias (Coruche/Azervadinha), a Rua Paul (em Coruche) e o CM-H, em Amieira, Fajarda e Raposeira.

No município de Benavente estão igualmente condicionadas a EM1456 (Estrada do Campo, entre a EN118 e a Reta do Cabo) e a Estrada D’el Rei (EN118/Foros de Salvaterra) e, no do Cartaxo, a EN3-2, com pequenos lençóis de água entre a Ponte de Reguengo e Valada. Em Salvaterra de Magos mantêm-se condicionadas a Rua Miguel Torga (Marinhais) e a Estrada do Furo (Foros de Salvaterra) e, em Mação, o CM1166 entre Zimbreira e Padrão (Proença Nova).

Na terça-feira, dia 13, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém acionou o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo, no nível amarelo, devido ao “aumento considerável dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo, especialmente nos provenientes de Espanha”. O aviso inclui recomendações às populações para que se mantenham informadas e que desenvolvam “as ações necessárias para a sua proteção, da família e bens”.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1597
    01-02-2023
    Capa Médio Tejo