Sociedade | 14-05-2024 23:58

Governo demorou apenas 32 dias para anunciar localização do novo aeroporto

aeroporto aviao

O novo governo demorou pouco mais de um mês a anunciar o Campo de Tiro da Força Aérea, no concelho de Benavente, como o melhor local para construir o novo aeroporto internacional de Lisboa, que se vai chamar Luís de Camões. Falta saber quantos aviões ainda vão aterrar e levantar da Portela antes do lançamento da primeira pedra deste novo aeroporto que chegou a ser anunciado por Marcelo Caetano ainda no tempo do anterior regime.

O Conselho de Ministros anunciou na terça-feira, 14 de Maio, que o governo vai assumir obras no aeroporto da Portela e que quanto à escolha do local para o novo aeroporto segue as recomendações da Comissão Técnica Independente (CTI) que optou pelo Campo de Tiro da Força Aérea localizado, em grande parte, na freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente.

O anterior primeiro-ministro, António Costa, deixou assinado um compromisso com a ANA de fazer obras na Portela e quanto à escolha do Campo de Tiro a opinião geral é que é uma decisão para mudarmos de assunto e esperarmos no que vai dar a guerra na Ucrânia e como é que o turismo vai continuar a ser para muitos países a galinha dos ovos de oiro. As últimas novidades na Europa chegam de Itália, da Holanda e de Espanha. Em Veneza já se paga para entrar na cidade, em Amesterdão estão proibidas autorizações para novos hotéis e em algumas ilhas espanholas como Tenerife a população está na rua a gritar que não quer mais turistas.

Recorde-se que a Comissão Técnica Independente publicou no dia 11 de Março o relatório final da avaliação ambiental estratégica do novo aeroporto, mantendo a recomendação de uma solução única em Alcochete ou Vendas Novas, mas apontando que Humberto Delgado + Santarém poderia ser uma solução transitória. A CTI referia Santarém como “aeroporto complementar ao AHD (Humberto Delgado), mas com um número de movimentos limitado, não permitindo satisfazer a capacidade aeroportuária necessária no longo prazo”, mas “teria a vantagem de permitir ultrapassar no curto prazo as condicionantes criadas pelo contrato de concessão, tendo ainda como vantagem um financiamento privado”.

Não é a primeira vez que o Campo de Tiro da Força Aérea é considerado a localização mais bem pontuada para a construção do aeroporto internacional de Lisboa. Em 2008, o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) já tinha defendido essa como a melhor solução. Na altura, a comparação era feita com a opção Ota, em Alenquer, o que levou a que esta alternativa caísse.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo