uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Entrada da Golegã na Águas do Ribatejo gera confusão

Presidente da câmara não confirma anúncio do presidente da empresa

Edição de 20.10.2016 | Sociedade

O anúncio da entrada da Golegã na Águas do Ribatejo está a gerar confusão, com o presidente dessa câmara a desmentir o presidente da empresa municipal. O presidente da Águas do Ribatejo e da Câmara de Coruche, Francisco Oliveira, anunciou no final da assembleia geral da empresa, na quinta-feira, 13 de Outubro, que o município da Golegã vai integrar a empresa até final do ano. Mas o presidente da Câmara da Golegã, Rui Medinas, em declarações a O MIRANTE, refere que não confirma e que não há qualquer decisão nesse sentido. Rui Medinas sublinha que “não decidimos nada sobre isso”, acrescentando que “quando o município tiver de entrar, ou não, será por mim anunciado”.
Francisco Oliveira afirmara que têm vindo a decorrer alguns “namoros” com municípios que podem vir a integrar a empresa de abastecimento de água e saneamento, de capitais unicamente públicos. Recorde-se que a Golegã fazia parte do projecto de criação da empresa Águas do Ribatejo mas à última hora acabou por sair, em 1999, preferindo continuar com um sistema próprio.
Francisco Oliveira admitiu que têm vindo também a decorrer negociações com a Câmara de Santarém, onde o sector é gerido pela empresa municipal Águas de Santarém. O autarca referiu que a entrada de Santarém daria uma maior escala à empresa mas que isso “só acontece se houver vontade”. Oliveira realçou que da parte da Águas do Ribatejo existe essa vontade mas que da parte da câmara “essa vontade é intermitente”, concluindo: “vamos esperar”.

Preço da água mantém-se mas aumenta tarifa de saneamento

A empresa intermunicipal Águas do Ribatejo vai manter o preço da água de consumo humano nos municípios de Almeirim, Alpiarça, Coruche, Salvaterra de Magos, Benavente, Chamusca e Torres Novas. Mas vai aumentar, abaixo do que inicialmente se previa, a tarifa de saneamento. Estava inicialmente previsto um aumento de 20 por cento mas este valor acabou por se situar nos 15 por cento.
Com este aumento, um consumidor médio, que gaste cerca de 10 metros cúbicos de água, vai pagar mais 75 cêntimos na tarifa de saneamento. O presidente da empresa, Francisco Oliveira, refere que este aumento é inevitável e que “tem de se ter em conta a sustentabilidade da empresa e o futuro”.

Funcionários vão ter formação na Escola Profissional de Salvaterra

A Águas do Ribatejo e a Escola Profissional de Salvaterra de Magos assinaram um protocolo de cooperação para a formação dos funcionários da empresa de abastecimento de água e saneamento. A parceria vai permitir qualificar e certificar competências de dezenas de funcionários da Águas do Ribatejo, que podem assim concluir o 9º ou o 12º ano de escolaridade.
O presidente da empresa salientou, na assinatura do protocolo, na quinta-feira, 13 de Outubro, a importância da formação dos quadros. Francisco Oliveira salientou que a empresa de capitais unicamente públicos tem 172 colaboradores, alguns com menos do 12º ano de escolaridade. Para o presidente da direcção da escola, Duarte Bernardo, este protocolo significa o “reforçar de uma prática comum que está à disposição e servir a população e as empresas, de modo a permitir uma maior competitividade na região”.
A Águas do Ribatejo já tem várias iniciativas em parceria com a escola, acolhendo estagiários de vários cursos desta escola profissional. A empresa entende que a Escola Profissional de Salvaterra de Magos é um parceiro de excelência pela oferta formativa e pela sua proximidade.

Mais Notícias

    A carregar...