uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Escola Profissional do Vale do Tejo reconhecida na interação a nível internacional
Alunos da Escola Profissional do Vale do Tejo podem conhecer o mundo através do programa Erasmus +

Escola Profissional do Vale do Tejo reconhecida na interação a nível internacional

Instituição foi acreditada com o “Vet Mobility Charter” que certifica a qualidade das mobilidades para fins de aprendizagem.

Edição de 24.10.2018 | Economia

A Escola Profissional do Vale do Tejo (EPVT), em Santarém, foi acreditada com o “Vet Mobility Charter”, uma certificação internacional que comprova a qualidade na organização de mobilidades de ensino e formação profissional a nível internacional. O que vem também reconhecer o trabalho da instituição de ensino nos programas Erasmus + e na Ação-Chave 1, de mobilidade de alunos entre países.
Segundo a EPVT, em comunicado, esta acreditação vem, não só elevar a nível de exigência da escola, mas também surge como forma de recompensar a qualidade de trabalho desenvolvido pela escola quanto à mobilidade para fins de aprendizagem. Há já alguns anos que a escola tem apostado na mobilidade internacional com projectos no âmbito programa Erasmus +, quer a nível da formação de estudantes, quer a nível de parceria entre escolas e partilha de conhecimento. Em Junho deste ano a EPVT terminou um projecto de dois anos, no âmbito do na Acção-Chave 1 (KA1), que permitiu que 24 alunos realizassem os seus estágios curriculares na Dinamarca, Itália e Espanha.
A escola realizou também nos últimos dois anos o projecto “Learning to Undertake”, onde alunos portugueses, dinamarqueses, espanhóis, franceses e romenos trabalharam em conjunto para criar uma empresa virtual na área do turismo. No mesmo âmbito, a EPVT, enquanto escola parceira do Kold College (Dinamarca), acolheu, no início do mês de Outubro, quatro alunos dinamarqueses que vieram realizar o seu estágio em Portugal, em empresas parceiras da escola.
O estabelecimento de ensino fez uma nova candidatura ao programa Erasmus +, que já foi aprovada, que vai abranger vinte alunos e nove colaboradores docentes e não docentes, nos próximos dois anos. As primeiras mobilidades deste projecto começam em Janeiro de 2019, em que quatro alunos recém-graduados, vão fazer estágios de seis meses em Malta e na Dinamarca.
As restantes mobilidades de alunos têm como destino Itália e Dinamarca e os estágios curriculares vão durar dois meses. Este projecto aposta também na formação e internacionalização dos recursos humanos da escola, que terão oportunidade de fazer formação em “Job Shadowing”, em entidades parceiras.

Escola Profissional do Vale do Tejo reconhecida na interação a nível internacional

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques