uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Inaugurada requalificação das antigas oficinas do IVV em Almeirim
Obras de requalificação das antigas oficinas do IVV em Almeirim foram inaguradas na semana passada

Inaugurada requalificação das antigas oficinas do IVV em Almeirim

Obras permitiram alargar o espaço para a CVR Tejo e instalar Enófila de Nossa Senhora do Tejo e a Rota dos Vinhos do Tejo

Edição de 24.10.2018 | Sociedade

O secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Madeiros Vieira, e o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro, inauguraram na quinta-feira, 11 de Outubro, ao final da tarde as instalações das antigas oficinas do IVV – Instituto da Vinha e do Vinho, que foram adquiridas pelo município em 2014 com o objectivo de instalar a Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR). Esta inauguração surge após novas obras no edifício, que permitiu à CVR ocupar mais espaço, bem como para instalar a Confraria Enófila de Nossa Senhora do Tejo e a Rota dos Vinhos do Tejo, bem como criar uma loja de venda de produtos regionais.
Na inauguração o presidente da câmara chamou a atenção para a certificação dos produtos, como forma de criar mais-valias locais, em termos económicos e de promoção. Antes já o presidente da CVR Tejo, Luís de Castro, tinha apelado aos produtores para que apostassem na certificação dos seus vinhos, realçando que apenas pouco mais de vinte por cento dos vinhos produzidos na região são certificados. A necessidade da certificação, disse, é importante para dar mais peso e notoriedade, salientando que desta forma os produtores podem vender melhor os seus produtos.
A CVR do Tejo, com estas instalações, onde já estava a funcionar, passou a ter uma sala para a câmara de provadores com todas as condições para as provas para classificar os vinhos. As obras de adaptação do edifício começaram em 2014, primeiro para instalar no primeiro andar a comissão vitivinícola, que precisava de uma sede urgente, porque tinha de sair das já degradadas instalações do IVV de Santarém, e agora para criar a câmara de provadores, gabinetes, auditório e as sedes da confraria e da rota. No total os trabalhos custaram 170 mil euros e foram financiados por fundos comunitários.
Depois da requalificação deste edifício, comprado ao Estado por 68 mil euros, o município vai avançar com as obras nas antigas adegas do IVV, que foi adquirido três anos depois por 286 mil euros. Neste espaço, que vai chamar-se Imóvel de Valências Variadas, vai ser mantida a fachada e o interior vai ser transformado num pavilhão multiusos.

Almeirim entregou processo para certificação da “caralhota”
A Câmara de Almeirim entregou no dia 11 de Outubro ao Ministério da Agricultura o caderno de especificações para a certificação da “caralhota”, pequeno pão cozido em forno de lenha seguindo “métodos de fabrico ancestrais”.
A entrega aconteceu durante a cerimónia de inauguração da requalificação das antigas instalações do Instituto do Vinho e da Vinha (IVV) em Almeirim, que acolhem, desde 2014, a sede da Comissão Vitivinícola Regional (CVR) do Tejo. Além do pão, Almeirim tem a correr os processos para certificação de outros produtos do concelho, como a Sopa da Pedra e o melão.

Inaugurada requalificação das antigas oficinas do IVV em Almeirim

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques