uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Rearborização de 200 hectares com eucalipto em Aldeia do Mato

Câmara de Abrantes deu parecer positivo apesar das críticas do vereador do Bloco de Esquerda.

Edição de 18.10.2018 | Sociedade

A Câmara Municipal de Abrantes deu parecer positivo à rearborização de mais de 200 hectares com eucaliptos na Zona de Intervenção Florestal (ZIF) da Aldeia do Mato. O vereador do Bloco de Esquerda, Armindo Silveira, votou contra declarando que “é lamentável virar as costas à biodiversidade”.
Refira-se que é ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) que cabe a palavra final quanto à plantação de eucaliptos. O parecer dos municípios não é vinculativo mas pode dar um sinal político sobre o que pensa o executivo camarário relativamente à rearborização do território do concelho com essa essa espécie. E, para o Bloco de Esquerda, essa oportunidade não foi aproveitada.
A ZIF da Aldeia do Mato foi uma das zonas afectadas pelos incêndios de Agosto de 2017 que queimaram cerca de cinco mil hectares de floresta no concelho de Abrantes. “Depois do grande incêndio de 2017 não aprendemos mais do que a reforçar o dispositivo de combate a incêndios”, disse Armindo Silveira, lamentando que não se aproveite a oportunidade para rearborizar com plantas autóctones como o pinheiro manso ou o sobreiro.
O pedido para rearborização com eucaliptos de 216 hectares foi feito pela Altri Florestal, SA. Uma empresa especializada na produção de pastas de eucalipto que detém as fábricas Celbi, Caima e Celtejo, e que gere cerca de 84 mil hectares de floresta (eucaliptos) em território nacional.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques