uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Avarias em camiões afectam recolha do lixo em Benavente

Edição de 26.12.2018 | Política

A Câmara Municipal de Benavente tem tido dificuldade em dar resposta eficiente à recolha de resíduos urbanos no concelho e admite que o problema surgiu com avarias nos camiões do lixo, mas também se deve à falta de civismo da população.
Carlos Coutinho (CDU), presidente do município, disse a O MIRANTE que para minimizar a acumulação de lixo nos contentores alugaram um camião de recolha, enquanto quatro dos cinco existentes se encontram em reparação. A Câmara de Benavente tem “planeado um conjunto de intervenções” para melhorar o sistema e tem contemplado no seu orçamento [para 2019] a aquisição de uma nova viatura de recolha do lixo, que vai custar “200 mil euros” e deverá chegar já em Janeiro próximo.
“A câmara também vai avançar com uma campanha de sensibilização da utilização do espaço público e deposição dos resíduos”, conta o presidente desta autarquia. A ideia passa por sensibilizar a população a depositar o lixo nos locais apropriados e “construir soluções que melhorem a recolha dos resíduos”.
Segundo Carlos Coutinho, também a Ecolezíria, empresa intermunicipal responsável pela gestão, tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos produzidos no concelho de Benavente, “vai avançar com um processo de sensibilização” e testar um sistema de “recolha porta a porta”, para que “no futuro este modelo possa ser seguido”.

Samora Correia é a freguesia mais afectada
A freguesia de Samora Correia, a maior do concelho em território e população, é a que mais sofre com os atrasos na recolha de resíduos. Formam-se lixeiras a céu aberto junto aos contentores, que chegam a estar três dias sem serem despejados. Na última sessão da Assembleia de Freguesia de Samora Correia, Nelson Lopes, eleito independente, referiu que “parte da cidade” ficou “três dias sem recolha de lixo” e alertou para a urgência do município encontrar uma solução permanente. O presidente da junta de freguesia, Augusto Marques (CDU), reconhece que a acumulação de lixo em Samora Correia se tem “vindo a agudizar” e garantiu que tem reportado a situação à câmara.

Mais Notícias

    A carregar...