uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
PSD afasta-se de independentes que concorreram pela sua lista em Samora Correia
foto DR Ricardo Oliveira

PSD afasta-se de independentes que concorreram pela sua lista em Samora Correia

Concelhia ‘laranja’ de Benavente anuncia quebra da aliança com o grupo Mais para Todos.

Edição de 26.12.2018 | Política

O PSD formalizou na última sessão da Assembleia de Freguesia de Samora Correia a extinção do acordo eleitoral que firmou com o grupo de cidadãos independentes de Samora Correia, Mais para Todos, nas eleições autárquicas de 2017. Na prática, o PSD pretende uma clara separação das águas em relação às intervenções e posições assumidas pelos independentes Nelson Lopes (que foi o cabeça de lista à assembleia de freguesia pelo partido) e Paula Rego. Com essa decisão o PSD fica sem representantes na assembleia de freguesia.
O acordo foi oficialmente quebrado a 1 de Dezembro pela concelhia de Benavente do PSD, mas já havia sido extinto a 1 de Outubro de 2017, após serem conhecidos os resultados das últimas autárquicas, explica a O MIRANTE Ricardo Oliveira, presidente da concelhia social-democrata e vereador na Câmara de Benavente.
No comunicado, tornado público na última sessão da Assembleia de Freguesia de Samora Correia, o PSD formalizou a “extinção do referido acordo”, passando os “autarcas Nelson Lopes e Paula Rego”, a assumir “em toda a plenitude a sua condição de eleitos independentes”. Os dois eleitos independentes, presentes na sessão, optaram por não se pronunciar sobre o documento do PSD.
“Não se trata de uma retirada de confiança política, mas da formalização de algo que já tinha acontecido. Os eleitos do Mais para Todos não respondiam ao partido e têm feito um caminho paralelo ao do PSD”, referiu a O MIRANTE Ricardo Oliveira.
O líder social-democrata fala num “caminho próprio a ser trilhado” e adianta que nas próximas autárquicas o partido vai assumir uma posição mais vincada em Samora Correia, para que se concretize “uma mudança profunda” na freguesia. “O PSD está empenhado em ser uma alternativa política”, mantendo a sua “imagem de confiança e credibilidade” e reiterando uma “mudança profunda para Samora Correia”, disse.
Sem autarcas eleitos pelo PSD em Samora Correia, a maior freguesia do concelho, Ricardo Oliveira afirma que “tem sido voz activa na defesa dos interesses da freguesia”, na câmara municipal, apresentando propostas e apoiando opções de investimento, como a requalificação urbana da Praça da República, Jardim dos Álamos e climatização da Biblioteca Odete e Carlos Gaspar, no Palácio do Infantado.
Lamenta que o executivo daquela junta, liderado pela CDU, tenha “cada vez menos influência no concelho”, com uma “gestão que fica aquém daquela que é esperada, para uma freguesia com as dimensões de Samora Correia”.

PSD afasta-se de independentes que concorreram pela sua lista em Samora Correia

Mais Notícias

    A carregar...