uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
É preciso aumentar número de dormidas no interior do país
Domingos Neves, Pedro Machado e Luís Albuquerque no Workshop de Turismo Religioso

É preciso aumentar número de dormidas no interior do país

Presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, considera que turismo religioso é um instrumento poderoso.

Edição de 19.03.2019 | Economia

O presidente do Turismo do Centro considera que o turismo religioso é um instrumento poderoso para esbater as assimetrias que o território nacional ainda tem. Pedro Machado elogiou a adesão maciça de turistas de Israel – país convidado desta iniciativa – a quererem conhecer Portugal. “Estamos todos no bom caminho na vontade de fazer mais e melhor mas também porque o turismo é um grande desígnio para o desenvolvimento do nosso território”, afirmou durante a sessão de abertura da 7ª edição do Workshop de Turismo Religioso em Fátima.
Machado defendeu também a necessidade de aumentar o número de dormidas no território nacional e equilibrar este número entre a faixa costeira e o interior. “Temos que conseguir ter duas vertentes que é a sustentabilidade e o crescimento económico. É este equilíbrio que procuramos nos destinos regionais e também a nível nacional. Além disso, temos que ter a preocupação social de captar turismo o ano inteiro”, disse. Pedro Machado também considera importante criar condições para que os portugueses aumentem o seu grau de satisfação e a hospitalidade para aqueles que vêm a Portugal.
O presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, defende que Fátima é uma âncora na estratégia do turismo no concelho e elogiou o trabalho que a ACISO (Associação de Empresários de Ourém-Fátima), que organizou o Workshop, tem sido muito importante na divulgação e promoção do concelho no estrangeiro. “Os dados mais recentes referem que, em 2018, Fátima recebeu cerca de sete milhões de visitantes, o que revela o quanto esta realidade religiosa continua a assumir na esfera do turismo religioso”, sublinhou.
O presidente da ACISO, Domingos Neves, destacou a importância das parcerias com as diversas entidades presentes no Workshop de Turismo Religioso, explicando que este é um evento pensado por profissionais e para profissionais, com o intuito de divulgar cada vez mais o nome de Fátima por todo o mundo. Teresa Ferreira, do Turismo de Portugal, refere que o sucesso desta iniciativa tem a ver com a dinâmica dos territórios e dos empresários, que têm bem presentes a necessidade de melhorar a sua oferta. “O alinhamento entre os parceiros é o que nos permite ter mais receitas e turistas mais satisfeitos”, realçou.

É preciso aumentar número de dormidas no interior do país

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques