uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
“Este cargo devia ser em permanência para termos mais tempo para as pessoas”
Paulo Guedes Presidente da Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

“Este cargo devia ser em permanência para termos mais tempo para as pessoas”

Paulo Guedes Presidente da Junta de Freguesia de Arneiro das Milhariças

Edição de 19.03.2019 | Especial Festas de São José

A minha equipa é composta por três elementos de várias áreas profissionais o que dá competências para as distintas funções inerentes ao serviço público. Somos um executivo de diálogo e com respeito pelas suas ideias e decisões, por isso é muito gratificante assumirmos de forma coesa o projecto da Junta de Freguesia.
Neste mandato já fizemos a requalificação do Parque da Vala. A obra era ambicionada há vários anos. Conseguimos repor o trajecto da ribeira da vala que se tinha desviado há vários anos e repor a circulação numa estrada determinante para a freguesia, criando ao mesmo tempo um parque de merendas e de convívio, num local aprazível.
Um outro projecto para este mandato é a criação de um Centro de Dia. Já temos o edifício da antiga escola primária e estamos a articular-nos com a Câmara Municipal de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia de Pernes para a requalificação e adaptação do mesmo. Esta obra é fundamental para a população mais idosa.
Outro dos projectos será a criação de uma rota turística pedonal que inclua os Caminhos de Fátima e de Santiago. Também pretendemos construir um estaleiro para apoio à Junta de Freguesia e efectuar a revitalização da Fonte da Bica, que é património local. O nosso orçamento não é compatível com os encargos que temos e temos a consciência que só conseguimos fazer alguns melhoramentos ou pequenas obras.
A relação institucional com a Câmara Municipal, nomeadamente com o presidente e os vereadores é muito positiva. Ricardo Gonçalves tem tido muita consideração por esta e por todas as freguesias do concelho. O facto de ter sido também presidente de junta deu-lhe muita sensibilidade para analisar os problemas das freguesias.
Nasci e cresci nesta aldeia e a maior alegria deste mandato é poder servir uma freguesia de gente acolhedora, humilde, trabalhadora e grata. Aqui ainda vivemos em comunidade, como uma grande família. Quando um precisa de algo todos se unem para ajudar. Isso é muito gratificante.
No entanto, acho que um presidente de junta devia exercer o seu cargo a tempo inteiro. Este órgão do poder local é o que está mais próximo das pessoas e tem por missão preservar e melhorar todo o território. Com as exigências legais e a burocracia a que a legislação obriga, o presidente devia ter disponibilidade para o exercício das suas funções e mais tempo para as pessoas. Afinal é por elas e para elas que vale a pena ter um cargo de gestão pública.
Enquanto presidente de junta de freguesia e cidadão sinto que é necessário termos um serviço mais eficiente em termos de assistência médica à população.

“Este cargo devia ser em permanência para termos mais tempo para as pessoas”

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques