uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Nenhum trabalhador dos SMAS de Tomar vai ser despedido

Garantia foi dada pelo vereador Hélder Henriques, a propósito da criação da nova empresa intermunicipal de águas e saneamento.

Edição de 19.03.2019 | Economia

Nenhum trabalhador dos SMAS (Serviços Municipalizados de Água e Saneamento) de Tomar vai ser despedido com a criação da nova empresa intermunicipal Tejo Ambiente, que vai gerir os sistemas de abastecimento de água e de saneamento básico nos concelhos de Tomar, Ourém, Sardoal, Mação, Vila Nova da Barquinha e Ferreira do Zêzere. A garantia foi dada pelo vereador Hélder Henriques (PS), que tem acompanhado as reuniões com os funcionários dos SMAS e referiu, em sessão camarária, que os trabalhadores têm muitas dúvidas.
“No dia 21 de Fevereiro houve reunião com todo o pessoal dos SMAS e é natural que existam dúvidas e inseguranças. Os funcionários dos SMAS que transitem para a empresa intermunicipal mantêm o estatuto de funcionário público. Se mais tarde decidirem sair da Tejo Ambiente regressam à câmara municipal, se assim o entenderem. Ninguém vai ser despedido com a criação da nova empresa”, sublinhou Hélder Henriques.
O vice-presidente da Câmara de Tomar, Hugo Cristóvão (PS), explicou ainda que os SMAS não vão ser extintos. “Os SMAS ficam ‘adormecidos’ para que, a qualquer altura, possa haver um reinício de actividade, caso seja necessário”, disse. Como O MIRANTE já noticiou (ver edição 21 Fevereiro 2019) a presidente do município de Tomar, Anabela Freitas (PS), referiu, em assembleia municipal, que o facto da nova empresa intermunicipal agregar cerca de cem mil habitantes permite ganhar peso para negociar o preço da água. “Este modelo de gestão que estamos a criar é igual ao da empresa Águas do Ribatejo, que compra água em alta a metade do preço que nós compramos. É isso que queremos fazer. Ganhar escala que nos permita negociar o preço da água mais barato”, explicou na altura. Anabela Freitas referiu também que todos os munícipes dos seis concelhos que integram a Tejo Ambiente vão ter o mesmo tarifário, existindo um prazo para preparar todo o processo de criação da empresa.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques