uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Problema com obra no centro de Alverca está por resolver há três anos
Obra no centro de Alverca continua num impasse e a gerar desconforto entre alguns moradores da zona

Problema com obra no centro de Alverca está por resolver há três anos

Alguns moradores estão agastados com o impasse dos trabalhos. Construção de residência assistida para idosos está parada. Alguns moradores da zona começam a perder a esperança de ver o problema tratado.

Edição de 19.03.2019 | Sociedade

A paciência tem limites. É desta forma que o vice-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, António Oliveira (PS), classifica o imbróglio que se continua a viver em pleno centro de Alverca com a obra de construção de uma habitação para residências assistidas num pátio entre prédios na Rua José António do Carmo, no centro de Alverca.
A obra, embargada desde 2016, continua num impasse e na última assembleia municipal o assunto voltou a ser trazido a lume por Rosa Saúde, da bancada da CDU. Vários moradores da zona, escutados por O MIRANTE, também confessam a sua revolta por ver o assunto arrastar-se durante tanto tempo sem solução à vista. “Depois de várias notificações à empresa responsável pela obra, a entidade foi notificada oficialmente para dentro de duas semanas ter uma reunião na câmara para que, em relação ao alvará, a situação possa ser esclarecida de uma vez por todas”, explica António Oliveira. Depois dessa reunião serão tomadas decisões sobre o rumo a tomar.
Confrontada com queixas dos moradores, a Câmara de Vila Franca de Xira enviou há três anos a fiscalização municipal ao local que confirmou que os trabalhos não estavam a decorrer conforme projectado – sobretudo no que dizia respeito à construção adicional de um piso na cave - e para não colocar mais em risco os logradouros dos prédios vizinhos foi ordenado o embargo da obra.
Entretanto vários moradores voltaram a queixar-se de problemas de drenagem de águas das chuvas e dificuldades na contenção de terras. Perante esse problema a câmara permitiu o avanço de uma obra de contenção de terras mas pediu um projecto de alterações e novos pareceres da Segurança Social ao promotor. O presidente do município, Alberto Mesquita, já tinha considerado justas as queixas dos moradores da zona, por considerar que o promotor estava a construir uma obra diferente da que estava prevista em projecto.

Problema com obra no centro de Alverca está por resolver há três anos

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques