uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Agrária de Coimbra aposta em áreas actuais e estratégicas para a sociedade

Os estudantes têm a possibilidade de pôr em prática o que aprendem nas aulas teóricas

Edição de 24.07.2019 | Economia

Quando se entra na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC) as imagens sucessivas do verde, alamedas com árvores, vinhas, painéis fotovoltaicos, cavalos e vacas a pastar, fábricas de queijo e compotas, tractores, alfaias agrícolas, linhas de água, campo de rugby – tamanha diversidade em tão grande espaço – dão a certeza, a estudantes e visitantes, que se estuda (n)a natureza.
A Agrária de Coimbra dispõe de um espaço único dentro da cidade e alia actividades relacionadas com a agricultura, pecuária e floresta à investigação e desenvolvimento, ao trabalho laboratorial e à partilha de saberes entre diferentes áreas científicas.
Aquele estabelecimento de ensino superior confere formações a três níveis de estudo: CTePS’s, Licenciaturas e Mestrados e é uma escola de referência nacional em áreas tradicionais, como sejam a Agropecuária, a Tecnologia Alimentar e as Ciências Florestais. No entanto, foi-se adaptando no sentido de dar resposta às reais e actuais questões da sociedade.
São disso demonstrativo a aposta nas áreas da Agricultura Biológica, Ambiente, Biodiversidade, Biotecnologia, Natureza, Ecoturismo e até mesmo da Gastronomia. Destacam-se as valências em Agricultura Biológica, com cerca de 12 ha de área certificada, a formação na área Florestal, com empregabilidade garantida e a recente licenciatura em Turismo em Espaços Rurais e Naturais, que concretiza uma fileira de sucesso onde a natureza se alia a uma importante actividade económica do sector dos serviços.
Os estudantes da Agrária de Coimbra têm nesta Escola a possibilidade de pôr em prática o que vão aprendendo nas aulas teóricas, graças à existência, entre outras infra-estruturas, de oficinas tecnológicas, bem como de uma superfície florestal de 23 ha, uma superfície agrícola 83,8 ha e uma área de estufas de sensivelmente 0,13 ha.
Outra das vantagens de que podem usufruir é o acompanhamento por um corpo docente altamente qualificado e o envolvimento activo em projectos de investigação aplicada, muitos deles internacionais, com forte ligação à comunidade e ao tecido empresarial.
Num universo de cerca de mil alunos a Agrária de Coimbra também cativa os seus estudantes para uma vertente empreendedora. Impulsionados pela formação adquirida, são inúmeros os casos de sucesso de projectos de ex-alunos que estão no mercado, por conta própria ou em empresas e instituições, e que, depois, estabelecem parcerias, recebendo estagiários da instituição.
Os 132 anos da Agrária de Coimbra são vividos de forma intensa no dia-a-dia, preparando os estudantes para os desafios da tecnologia e da modernidade, condições essenciais para o seu sucesso no mercado de trabalho.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido