uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Roubos e vandalismo em Rossio ao Sul do Tejo preocupam população
Presidente da União de Freguesias de Rossio ao Sul do Tejo e São Miguel do Rio Torto, Luís Alves, defende maior vigilância por parte das autoridades de modo a que a população se sinta mais segura

Roubos e vandalismo em Rossio ao Sul do Tejo preocupam população

Últimos episódios aconteceram na madrugada de 8 de Julho.

Edição de 24.07.2019 | Sociedade

A localidade de Rossio ao Sul do Tejo, no concelho de Abrantes, tem sido alvo de actos de vandalismo e roubos e o sentimento de insegurança está a alastrar entre a população. O último episódio ocorreu na madrugada de 8 de Julho, quando roubaram bancos de jardim, furaram parte da tenda do Aquapolis Sul, junto ao rio Tejo, partiram vidros de paragens de autocarros, furaram pneus e partiram o espelho de uma carrinha estacionada. O presidente da junta de freguesia, Luís Alves, conta a O MIRANTE que também têm sido roubadas máquinas agrícolas e explica porque é que as pessoas já desistiram de apresentar queixas.
“Nós e os moradores apresentamos queixa nas autoridades mas uns dias depois recebemos uma carta a dizer que a queixa foi arquivada porque não se sabe quem são os autores dos roubos e do vandalismo. Assim não vale a pena e as pessoas desistem de apresentar queixa”, refere o autarca.
Luís Alves defende que deve haver uma maior vigilância por parte das autoridades de modo a que a população se sinta mais segura. “Se as pessoas vissem que a GNR andava pelas ruas da freguesia sentiam-se seguras e os vândalos e ladrões não teriam tanta vontade de fazer mal”, afirma o autarca.
O presidente da União de Freguesias de São Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo diz que é por não serem apresentadas queixas que as estatísticas das autoridades dizem que Rossio ao Sul do Tejo é um local seguro e onde não existem incidentes. “Tem que haver um reforço no patrulhamento”, sublinha.
O vice-presidente da Câmara de Abrantes, João Gomes (PS), que presidiu à última sessão camarária, uma vez que Manuel Valamatos estava de férias, também mostrou a sua preocupação com situações de vandalismo na cidade, onde foram roubados diversos sinais de trânsito. O assunto foi levantado pelo vereador da oposição, Rui Santos (PSD), que questionou a maioria socialista sobre o que considera ser uma desadequada sinalização de trânsito que existe na cidade de Abrantes. João Gomes explicou que há cerca de duas semanas, numa noite, roubaram oito sinais de passadeiras, tendo lamentado a falta de civismo.

Roubos e vandalismo em Rossio ao Sul do Tejo preocupam população

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido