Sociedade | 16-04-2021 20:00

O Melro quer a normalidade  porque não há jantares de amigos em take-away

O Melro quer a normalidade  porque não há jantares de amigos em take-away
ESPECIAL GASTRONOMIA
Bernardo Piedade assegura actualmente a gestão do negócio da família

Um restaurante não é apenas um local de venda de refeições, é acima de tudo um espaço de convívio.

As encomendas para take-away do restaurante O Melro, na Portela das Padeiras, em Santarém, vão chegando, mas o que a maioria dos clientes deseja é entrar no restaurante, ocupar uma mesa para almoçar ou jantar, usufruir da conhecida simpatia do atendimento e poder saborear, ali mesmo, em vez de levar para casa, as tradicionais entradas, o convivial vinho da casa, as sobremesas e até mesmo as sopas do dia.


Bernardo Piedade, que assegura actualmente a gestão do negócio da família, sente essa vontade de regresso à normalidade e diz-se preparado para responder aos anseios dos clientes.


O gerente diz que, para satisfazer os clientes, o restaurante se foi adaptando às circunstâncias, mas as embalagens do take-away custam dinheiro e não são ecológicas. E, além disso, um restaurante não é só um local de venda de refeições. É uma espaço de convívio, de encontros, de confraternizações. Como se faz um almoço de Natal, um jantar de aniversário ou uma festa de empresa em take-away?

Quanto mais cedo se encomendar, melhor

O restaurante O Melro, na Portela das Padeiras, em Santarém, funciona diariamente das 12h00 às 14h30 e das 19h00 às 21h30, excepto ao domingo, dia em que apenas funciona da parte da manhã. Trabalha em regime de take-away por imposição das restrições actuais, tendo adaptado uma das salas com porta para a rua, para esse efeito. O contacto para encomendas é o 243 301 025. A ementa é divulgada diariamente no Instagram e Facebook.

Relacionados

Mais Notícias

    A carregar...