Sociedade | 28-04-2023 12:49

Projecto para aeroporto em Santarém é o mais favorável para o contribuinte

Projecto para aeroporto em Santarém é o mais favorável para o contribuinte

Promotores do projecto Magellan 500 congratulam-se com decisão da comissão técnica em inseri-lo na lista final de onde vai sair a escolha do Governo para localizar o novo aeroporto. Reduzido investimento público envolvido é um factor que consideram jogar a seu favor.

Os promotores do projecto Magellan 500, que prevê um aeroporto internacional em Santarém, congratularam-se com a decisão da Comissão Técnica Independente (CTI) em escolher essa localização para análise final, destacando que se trata de um projecto de iniciativa privada" que foi "concebido como um projecto favorável para o contribuinte”.

“Os promotores do Magellan 500 congratulam-se com a decisão da Comissão Técnica Independente de acolher para análise final o projecto de construção de um aeroporto internacional na região de Santarém, no âmbito do aumento da capacidade aeroportuária da região de Lisboa”, lê-se em comunicado. Segundo os promotores, o projecto Magellan 500, “desenvolvido por promotores privados, entre os quais o Grupo Barraqueiro e o grupo de fundadores liderado por Carlos Brazão (na foto), foi desenhado com a colaboração de parceiros nacionais e internacionais de referência, ao longo de três anos, e assenta num conceito de sustentabilidade ambiental e flexibilidade no topo das suas prioridades”.

Este projecto “prevê a construção de um aeroporto de raiz, a norte de Santarém, concebido por fases e escalável, aproveitando as acessibilidades rodoferroviárias já existentes (A1 e Linha do Norte), a apenas 30 minutos da capital”, garantindo que “promove a coesão territorial”, servindo “uma população a rondar os seis milhões, e permite reforçar o atual ‘hub’ aeronáutico de Lisboa”.

Os promotores recordaram que “a Resolução do Conselho de Ministros nº 89/2022, de 29 de Setembro, incluiu o Magellan 500, um projecto de iniciativa privada promovido fora da actual concessão, em duas das cinco opções para Avaliação Ambiental Estratégica, a realizar pela Comissão Técnica Independente”.

Realçam ainda que “a Câmara Municipal de Santarém, desde a primeira hora apoiou a iniciativa e aprovou um acordo de colaboração e parceria com a Magellan 500 para disponibilização de informação e ajudas técnicas com vista a assegurar a realização das ações necessárias e adequadas ao estudo, projeção, criação e implementação do aeroporto e respectivas infraestruturas de apoio”, contando ainda com o apoio de vários outros municípios da região ribatejana e não só.


Nove opções possíveis

A comissão técnica que está a estudar a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa anunciou, no dia 27 de Abril, nove opções possíveis para o novo aeroporto, que incluem as cinco definidas pelo Governo mais Portela+Alcochete, Portela+Pegões, Rio Frio+Poceirão e Pegões. A lista de opções que passam às fases seguintes foi anunciada pela coordenadora-geral da Comissão Técnica Independente, Rosário Partidário, numa apresentação, em Lisboa, sobre os resultados das actividades desenvolvidas na primeira fase da Avaliação Ambiental Estratégica sobre o aumento da capacidade aeroportuária para a região de Lisboa.

Rosário Partidário explicou que às cinco opções avançadas pelo Governo - Portela+Montijo; Montijo+Portela; Campo de Tiro de Alcochete (Benavente); Portela+Santarém; Santarém - foram adicionadas as opções: Portela+Campo de Tiro de Alcochete (Benavente); Pegões; Portela+Pegões; e Rio Frio+Poceirão, totalizando sete localizações e nove opções estratégicas.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1669
    19-06-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo