uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

“O engenheiro que sonhava engenheirar!”

Edição de 14.08.2019 | Emails do Outro Mundo

Fluorescente Serafim das Neves
Gosto de quem sobe na vida a pulso. Etapa a etapa, degrau a degrau, com muito esforço e tenacidade. É o caso do engenheiro civil Ricardo Honório que, após ter sido forçado a trabalhar durante anos, primeiro como vereador na câmara da Barquinha e depois como chefe de gabinete do presidente daquela autarquia, conseguiu, de forma brilhante, ser integrado no quadro de pessoal a fim de poder mostrar o que vale na sua verdadeira profissão.
Ele nunca desistiu do seu sonho. Estudou para engenheiro e não para chefe de gabinete ou vereador. Engenheirar está-lhe na massa do sangue e agora, finalmente, vai fazer aquilo que sempre quis fazer. E chegou até lá sem ajudas nem cunhas.
O titânico Honório concorreu ao lugarzinho na primeira oportunidade que surgiu no espaço de carradas de anos. Bateu todos os outros candidatos aos pontos, tanto na entrevista como nas provas teóricas e nos psicotécnicos e só não os bateu a dirigir uma obra porque o seu patrão, digamos assim, aquele cujo gabinete ele chefia, não tinha nenhuma obra digna para ele poder mostrar como se faz. Foi pena.
A última moda no PSD de Santarém é a dos candidatos a deputados que não gostam do lugar em que ficaram na lista, escreverem ao presidente do partido a dizer que não autorizam a colocação do seu nome na mesma.
Até agora só escreveram militantes que estavam lá para o meio ou para o fim da lista mas pelo andar da carruagem, estou em crer que daqui a uns dias vamos ter cabeças de lista e segundos ou terceiros a fazerem o mesmo. Por falar nisso, acho que é melhor irmos para longe durante uns tempos. Nestas alturas é certo e sabido que vai abrir a caça ao candidato e o que vier à rede...é peixe.
Em Abrantes o Padre Graça, aquele que foi condenado, pelo tribunal de Santarém, a cinco anos de prisão com pena suspensa, por burla tributária, burla qualificada e falsificação de documentos, foi afastado pelo Bispo, o que gerou justos protestos dos paroquianos.
Eu também fiquei estupefacto. Afinal, o homem não foi condenado por ser mau padre. O que é que tem a ver uma eventual burla numa instituição social como a que ele dirigia, ou mesmo uma falsificação de documentos, com a capacidade para dar missa ou confessar pecadores? Ele há cada uma! Valha-nos Nossa Senhora e todos os Santos, Anjos e Arcanjos!!
Tu, por acaso, sabias que no concelho de Vila Franca de Xira há noventa e cinco colónias de gatos? Quando li esta informação fiquei de boca aberta. Já tinha ouvido falar nas mais diversas colónias mas juro-te que nunca tinha ouvido falar em colónias de gatos. E logo em noventa e cinco. A minha ignorância é ciclópica, tenho que reconhecer.
Mas há uma razão para te falar da gataria. Aqui há uns tempos quem alimentava gatos na rua arriscava-se a ser multado. Agora já não lhe acontece nada, desde que esteja a alimentar gatos colonos, ou seja, gatos oriundos de alguma colónia. E até vai haver cuidadores autorizados, como na segurança social, imagina. É a evolução, Serafim. É a evolução!
Na Chamusca a ponderação e o bom senso do presidente da câmara merecem bastos elogios. Depois de ter comprado uma casa a um vereador do seu partido, que segundo explicou seria para instalar o arquivo municipal, Paulo Queimado, talvez porque lhe tenha cheirado a esturro, digamos assim, pediu um parecer sobre o assunto ao gabinete jurídico da autarquia.
Segundo explicou, sem se rir, decidiu verificar se o negócio era legal porque anda por aqueles lados uma grande caça às bruxas. Eu se fosse a ele fazia o mesmo, até porque quando a coisa mete bruxas nunca sabemos o que pode acontecer.
Provavelmente vais dizer que ele deveria ter pensado no assunto antes de gastar dinheiro do erário público mas eu não concordo. E se entretanto aparecia algum interessado no casinhoto?! Como sabes, aquilo lá na Chamusca, em matéria de venda de casas é um ver se te avias. Ele fez bem em jogar pelo seguro e comprar logo. No futebol chama-se a isso... instinto matador! E ele é um craque!!!
Saudações imobiliárias
Manuel Serra d’Aire

Mais Notícias

    A carregar...