uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Festas de Coruche importantes para o encontro das gentes e emigrantes
Tradições de Coruche voltam a ser lembradas nas festas da localidade

Festas de Coruche importantes para o encontro das gentes e emigrantes

Os festejos não vão ser afectados pelas obras no centro da vila e a procissão terá o mesmo percurso.

Edição de 14.08.2019 | Especial Festas de Coruche

As Festas em honra de Nossa Senhora do Castelo que arrancaram em Coruche na terça-feira, 6 de Agosto e decorrem até dia 18, são um “momento de encontro das gentes da terra e dos emigrantes”, disse o presidente da câmara, Francisco Oliveira, a O MIRANTE a poucos dias do começo das festividades.
Este ano, com as obras no centro histórico da vila, o autarca confirma que tudo vai decorrer na normalidade e tanto a procissão como o cortejo histórico e etnográfico vão continuar a ter o mesmo percurso. “Felizmente, depois dos muitos imprevistos com as descobertas arqueológicas, temos a rua em frente aos paços do concelho preparada para receber a procissão e o cortejo”, referiu o autarca, adiantando que as obras vão estar paradas durante as festividades.
Quanto à animação, Xerife, The Gift, a fadista Beatriz Felizardo e The Pilinha são os cabeças de cartaz da edição deste ano das festas. Xerife sobe ao palco no dia 14 de Agosto, Beatriz Felizardo, e o Grupo Banza abrilhantam a noite de dia 16, os The Gift vão fazer as honras da casa no dia 17 e os The Pilinha encerram os festejos no dia 18 de Agosto. Touradas à corda, largadas, corrida de toiros, desfile de tertúlias, festival de folclore ou o cortejo etnográfico, são outras atracções de uma das mais tradicionais festas da região.
A parte de animação popular começa a 14 de Agosto, com destaque para o tradicional fogo-de-artifício marcado para as 00h00 e, a partir das 00h30, o grupo Xerife, de Salvaterra de Magos, dá um concerto. Para o dia 15, dia da Padroeira, esperam-se este ano milhares de fiéis para a procissão. Este é também o dia do Festival de Folclore “António Neves”, a partir das 22h00, com a participação de grupos portugueses e estrangeiros.
O dia 16 é o Dia do Aficionado e começa com uma entrada de toiros nas ruas da vila, pelas 10h00, seguido de um encierro com dois toiros e cabrestos. Pelas 11h00, há largada de seis toiros nas ruas do centro histórico da vila e, mais tarde, pelas 17h00, decorre um grande desfile de tertúlias. Há ainda novamente uma tourada à corda com quatro toiros depois das 18h30, nas ruas dos Bombeiros Municipais e do Couço, momento que se repete no mesmo dia, pela 01h00, nas ruas 5 de Outubro e Virgílio Campos Pais do Amaral. Na música, o destaque desta noite é para a fadista da terra, Beatriz Felizardo, que actua pelas 22h30, e para a banda Banza, pelas 00h00.
O dia 17 de Agosto, Dia do Campino e feriado municipal, tem como um dos pontos altos a tradicional cortejo histórico e etnográfico que este ano retrata a fertilidade dos solos do concelho e a alimentação feita durante as festas. Há ainda, pelas 16h00, uma homenagem ao campino e, pelas 18h00, a tradicional corrida de toiros. Os The Gift encerram este dia com um espectáculo no Palco Sorraia. No último dia sobem ao palco os The Pilinha, seguindo-se um espectáculo pirotécnico.
No dia 18, destaque para a entrada nas ruas da vila com campinos, pelas 10h00, seguido de um encierro, pelas 10h30, e uma largada de toiros, pelas 11h00. Durante a tarde decorre também uma picaria à vara larga, pelas 17h30, e uma tourada à corda com quatro toiros, pelas 19h00, nas ruas dos Bombeiros Muncipais e do Couço. Há ainda, para os mais novos, largada de bezerras no dia 14 de Agosto, pelas 19h30, nas ruas 5 de Outubro e Virgílio Campos Pais do Amaral e largada de quatro toiros nas mesmas ruas, pela 01h00.

Festas de Coruche importantes para o encontro das gentes e emigrantes

Mais Notícias

    A carregar...