uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Concelhia de Santarém acusa Rio de desconsideração e recusa participar na campanha
Ramiro Matos foi retirado da lista de candidatos às legislativas

Concelhia de Santarém acusa Rio de desconsideração e recusa participar na campanha

O presidente da concelhia e da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, critica Rui Rio por ter transformado a formação das listas numa “banhada” para manter satisfeito o seu grupo de apoiantes.

Edição de 14.08.2019 | Sociedade

A concelhia de Santarém do PSD vai recusar participar em qualquer estrutura de campanha para as legislativas, alegando ter sido “desconsiderada” pelo presidente do PSD no processo de seleção de candidatos a deputados. “Tendo em conta a desconsideração da Comissão Política Nacional (CPN) e do Dr. Rio, decidimos por unanimidade não participar em nenhuma estrutura de campanha”, anunciou a Comissão Política Concelhia de Santarém do PSD.
O presidente da concelhia (e presidente da Câmara Municipal de Santarém), Ricardo Gonçalves, considerou inqualificável o processo de selecção de candidatos a deputados e acusou Rui Rio e a Comissão Política Nacional de não terem cumprido as regras que criaram. A divergência prende-se com a retirada do advogado Ramiro Matos (indicado pela distrital de Santarém) da lista de candidatos para manter o actual deputado Duarte Marques, cujo nome foi defendido por Morais Sarmento.
“Não se percebe como alguém que quer ser primeiro-ministro, faz regras que à posterior não cumpre”, afirmou Ricardo Gonçalves depois de a CPN ter aprovado a lista de candidatos. “Mau presságio para um candidato a primeiro-ministro”, acrescentou o presidente da concelhia que acusa Rui Rio de “um desrespeito constante e total por todos os militantes” e de, em vez do banho de ética prometido, ter transformado a formação das listas numa “banhada” para manter satisfeito o seu grupo de apoiantes.
Com estas decisões, considerou Ricardo Gonçalves, Rio “está a trabalhar para transformar o PSD no partido do autocarro (50+1 deputados), e não num partido capaz de dar futuro a Portugal e aos portugueses”. A concelhia de Santarém responsabilizou a CPN, Rui Rio e Morais Sarmento (que acusa de apadrinhar Duarte Marques) pelos resultados eleitorais no concelho, onde, apesar de a concelhia não participar nas estruturas de campanha, os militantes podem apelar ao voto.
No distrito de Santarém a lista é composta por Isaura Morais, João Moura, Duarte Marques, Sónia Ferreira, Rui Rufino, Célia Bonet, João Oliveira e Ana Lúcia Cláudio. O advogado Ramiro Matos, que foi vice-presidente da Câmara de Santarém, no tempo em que era presidente Moita Flores, tendo Ricardo Gonçalves como vereador, recusou integrar outra posição na lista, que não o terceiro lugar para o qual estava indicado e que lhe foi roubado por Duarte Marques.

Concelhia de Santarém acusa Rio de desconsideração e recusa participar na campanha

Mais Notícias

    A carregar...