Sociedade | 19-05-2023 15:00

Rancho da Casa do Povo do Cartaxo despejado ao fim de quatro décadas

Rancho da Casa do Povo do Cartaxo despejado ao fim de quatro décadas
Dirigentes do Rancho da Casa do Povo do Cartaxo lamentam ter que deixar aquela que foi a sua sede durante mais de 40 anos

Segurança Social pediu uma renda de mais de mil euros por mês, valor que a Casa do Povo do Cartaxo não consegue suportar. Associação já entregou as chaves e vai ficar num espaço provisório disponibilizado por uma família.

O Rancho Folclórico da Casa do Povo do Cartaxo vai ter que abandonar aquela que foi a sua sede durante mais de quatro décadas. A informação foi dada pelo presidente da direcção, Francisco Catalão, a O MIRANTE referindo que este não era o desfecho que pretendiam. Como O MIRANTE noticiou, em Março deste ano, a Associação Cultural Recreativa Rancho Folclórico do Cartaxo corria o risco de ser despejada da sua sede, no primeiro andar de um edifício que pertence à Segurança Social.
Agora a Segurança Social pediu uma renda de mais de mil euros por mês, valor que a associação não tem como suportar. E a Câmara do Cartaxo também não pode ajudar, como referiu o presidente do município, João Heitor (PSD), em sessão camarária.

Mais Notícias

    A carregar...
    Logo: Mirante TV
    mais vídeos
    mais fotogalerias

    Edição Semanal

    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1665
    22-05-2024
    Capa Lezíria/Médio Tejo