uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Medicina Interna volta ao Hospital de Tomar a 20 de Outubro

Medicina Interna volta ao Hospital de Tomar a 20 de Outubro

Serviço tinha sido encerrado em Fevereiro de 2012 o que motivou protestos na cidade

Edição de 12.10.2016 | Sociedade

O Hospital de Tomar vai voltar a ter a especialidade de Medicina Interna no dia 20 de Outubro. A informação foi dada pelo vereador Bruno Graça (CDU) em reunião do executivo camarário de Tomar, onde revelou que a garantia lhe foi dada pelo gabinete do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes. “Temos a informação que começaram os trabalhos de arranjo de espaço para serviço de enfermaria com 22 camas. Estas 22 camas resultam da redistribuição de camas do Centro Hospitalar do Médio Tejo [CHMT], não vai haver mais camas”, explicou Bruno Graça, acrescentando que os médicos que vêm para Tomar residem nesse concelho e actualmente prestam serviço no Hospital de Abrantes.
O vereador João Tenreiro (PSD) considerou que 22 camas é um número insuficiente para continuar a assegurar o serviço de Medicina Interna em Tomar. “Para termos um serviço de medicina interna com qualidade precisamos de mais médicos. O que sugerimos é interpelar, o mais breve possível, o ministro da Saúde para saber se o serviço não será assegurado apenas por tarefeiros”, sublinhou.
Também o vereador do movimento Independentes por Tomar (IpT), Pedro Marques, considera o número de camas diminuto para a necessidade do hospital.
A presidente do município, Anabela Freitas (PS), reforçou que não tem a informação que sejam tarefeiros que vêm assegurar a especialidade de Medicina Interna no Hospital de Tomar. Em resposta a João Tenreiro sobre a necessidade de acautelar também a urgência médico-cirúrgica, disse que vão ter que conversar com a administração do CHMT sobre o assunto. “Temos que dar um passo de cada vez mas a questão da urgência médico-cirúrgica será abordada mais tarde. Não é a falar nos assuntos na praça pública que eles se resolvem e é isso que estamos a fazer”, disse.
O Serviço de Medicina Interna de Tomar encerrou em Fevereiro de 2012 numa altura em que houve uma reorganização do CHMT. Nessa altura, o objectivo era que o Hospital de Abrantes fosse o único a dispor de urgência diferenciada, enquanto os hospitais de Tomar e Torres Novas passavam a ter um serviço de urgência básica. A população chegou a fazer diversas manifestações à porta do Hospital de Tomar e também junto ao edifício da câmara municipal.
As críticas aumentaram quando em Dezembro de 2015, a administração do CHMT decidiu que o Hospital de Torres Novas voltaria a dispor do serviço de medicina interna, dois anos e meio após o seu encerramento. Agora, veio a notícia que esta especialidade vai reabrir em Tomar.

Medicina Interna volta ao Hospital de Tomar a 20 de Outubro

Mais Notícias

    A carregar...