uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Europa injecta meio milhão de euros para obras em Vila Franca de Xira

Edição de 10.07.2019 | Especial Colete Encarnado

A União Europeia aprovou, na última semana, duas candidaturas do município de Vila Franca de Xira para co-financiar projectos estruturantes naquele concelho: um centro de saúde e um sistema de recolha de bioresíduos, com valor global superior a meio milhão de euros.
Um dos projectos financiados será a construção da Unidade de Saúde Familiar (USF) de Vialonga, projecto já com dois anos que decorre do protocolo de cooperação celebrado entre a Câmara de Vila Franca de Xira e a Administração Regional de Saúde para adaptação do antigo ninho de empresas em centro de saúde. Com um investimento total de 827 mil euros, os trabalhos serão comparticipados em 413 mil euros.
A construção desta USF permitirá dotar a freguesia de Vialonga com as condições adequadas para a prestação de cuidados de saúde, resolvendo problemas de dimensão insuficiente e de degradação das actuais instalações, bem como de acessibilidades e estacionamento. Quando estiver a funcionar em pleno permitirá ainda a entrada em funcionamento de novos serviços médicos, promete o município. As obras devem começar ainda este ano, estando prevista a sua conclusão no final de 2020.
O Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos deu também parecer positivo à candidatura do município para a implementação de um Sistema de Recolha Selectiva de Biorresíduos, um projecto que permitirá fazer a recolha de resíduos de uma forma mais amiga do ambiente e mais eficiente, de acordo com a hierarquia da gestão de resíduos e com os princípios inerentes à economia circular.
Este sistema abrange todo o concelho e vai incidir sobre zonas residenciais, cantinas escolares, restaurantes e outros estabelecimentos similares, mercados municipais e frutarias. O investimento global é de perto de um milhão de euros, comparticipado pelo Fundo de Coesão em 848 mil euros. A implementação deste projecto começa no final de 2019, prolongando-se até meados de 2021.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques