uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Ensino secundário – uma resposta desejada um novo desafio para a Fundação CEBI

Ensino secundário – uma resposta desejada um novo desafio para a Fundação CEBI

“Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas. Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do voo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controlo. (...) Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em voo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar.”

Edição de 10.07.2019 | Especial Ensino

Num mundo em transformação ao nível político, económico, tecnológico, cultural, mas também ao nível ético, urge encetar projetos que induzam mudança. Assumindo-se a Educação, direito fundamental do individuo, como agente promotor do desenvolvimento social, económico e cultural do individuo e da comunidade, a Fundação CEBI inaugurou no ano letivo 2018/2019 um novo desafio: a extensão da oferta educativa com a criação do ensino secundário.
Um país que não procura a excelência na educação compromete o futuro do seu desenvolvimento e inovação. Assim, a intenção de dar continuidade à visão que é o pilar do projeto educativo com este novo ciclo de ensino efetivou-se, no ano letivo transato, e o balanço é claramente positivo.
Mediante o olhar dos próprios alunos, esta oferta permitiu fomentar a aprendizagem e o sucesso educativo, ao mesmo tempo que se investiu na consolidação da formação da identidade da pessoa e do aluno, o qual se encontra em plena fase de mudança, de questionamento, de procura ativa de percursos para a vida adulta que se avizinha.
A oferta diversificada das opções das disciplinas bienais, a estabilidade do corpo docente, a relação pedagógica norteada pela confiança no domínio do saber, do ser, do saber ser, a aposta em atividades interdisciplinares dentro e fora das paredes das salas de aula são alguns dos fatores que os alunos valorizaram aquando do balanço efetuado.
No próximo ano letivo, dar-se-á continuidade a esta resposta educativa, que continuará a contemplar as áreas científico-humanística (Ciências e Tecnologias, Ciências Socioeconómicas e Línguas e Humanidades).
O Colégio José Álvaro Vidal cresceu. É hoje povoado pela história de vida de tantas crianças que poderão, doravante, aqui realizar as diferentes etapas significativas dos seus percursos escolares. Acreditamos que, na escola, os alunos não são ilhas; são os protagonistas de escolhas pessoais. Encorajar o voo é dar voz aos alunos para que a escola possa ter asas para continuar a voar.
Rubem Alves
* Texto da responsabilidade da Fundação CEBI

Ensino secundário – uma resposta desejada um novo desafio para a Fundação CEBI

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques