uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Bolseiros na pousada de Abrantes e nos edifícios da Segurança Social

Aumento de ajuda para alojamento vai subir de 130 para 174 euros. Governo pretende duplicar a oferta de camas em dez anos e garantir uma resposta para 12 mil alunos nos próximos quatro anos.

Edição de 10.07.2019 | Especial Ensino

O apoio financeiro dado pelo Estado aos bolseiros do ensino superior para alojamento vai aumentar 40%, passando dos actuais 130 euros para 174 euros. A notícia foi avançada pelo secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
A oferta de residências nunca foi suficiente para dar resposta a todos os alunos bolseiros e por isso o Governo atribui um complemento de alojamento de cerca de 130 euros para ajudar os estudantes a pagar quartos no mercado livre de arrendamento.
No próximo ano lectivo “esse suplemento vai subir para 174,3 euros, o que significa um aumento de 40%”, disse em declarações à Lusa o secretário de Estado, João Sobrinho Teixeira.
Aquela é uma das medidas do executivo para minimizar o impacto dos elevados preços do arrendamento, que nos últimos anos se tornou numa das principais barreiras no acesso ao ensino superior uma vez que para muitas famílias é um encargo impossível de suportar.
O executivo avançou também com um programa de alojamento que pretende duplicar a oferta de camas em dez anos e garantir uma resposta para 12 mil alunos nos próximos quatro anos.
Já em Setembro deverão estar disponíveis camas em residências e pousadas de todo o país, garantiu João Sobrinho Teixeira. “Com respostas mais imediatas” estão diversas pousadas, entre as quais a de Abrantes.
Também com planos para estar a funcionar já no próximo ano lectivo está a maioria dos 36 imóveis em Lisboa e em Abrantes do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social uma vez que estão globalmente em bom estado, havendo apenas um ou outro a necessitar de obras.
Sobrinho Teixeira diz que ainda não é possível avançar com o número concreto de alunos que serão abrangidos já em Setembro uma vez que o processo está em constante actualização.

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques